untitled-3d
13 dezembro 2016
13 dezembro 2016,
 0

A globalização favoreceu e muito a entrada de produtos importados no Brasil, não é mesmo? Talvez sem ela o avanço na tecnologia não seria possível e muito do que conhecemos hoje talvez nem existisse. Para você, leitor que possui uma empresa de segurança eletrônica, é instalador, vendedor, ou desempenha qualquer outra função dentro do ramo, sabe que seus clientes (pessoa física ou jurídica) investem em segurança eletrônica por diferentes motivos, tais como: cuidar do patrimônio, proteger a família, ter mais qualidade de vida, reduzir perdas, entre outros. Você também sabe que, devido ao acesso a informação, eles procuram cada vez mais por preço na hora de adquirir produtos de segurança eletrônica. Isso acaba levando a produtos que não possuem a garantia e a durabilidade que o cliente espera.

Mas, então, você deve estar se perguntando: o que eu devo fazer para reduzir os custos na compra de produtos de segurança eletrônica e, mesmo assim, oferecer qualidade e continuar competitivo no mercado? Vamos te dar três dicas para você combater de vez esse problema!

1- Diminua ao máximo os atravessadores de canais. Analise quais são os parceiros que realmente lhe trazem lucratividade e as melhores condições.

Estude o número de fornecedores que você possui, se são muitos, acabam dificultando o seu setor financeiro e a gestão de estoque. Avalie também se você está comprando de representantes que não são oficiais das marcas.

2- Compre de um parceiro que possui poder de negociação maior com os fabricantes.

Businessman with calculator, counting on calculator. closeup, selective focus

Da mesma forma que muitos possuem atravessadores de canais, diversas vezes, temos a falsa impressão que comprar direto da fábrica é mais barato do que de um parceiro que compra em grande escala. Avalie parcerias com os maiores distribuidores do mercado, muitas vezes eles possuem preços e prazos melhores do que o da própria fábrica.

3- Fuja ao máximo da compra de produtos que não lhe oferecem garantia

Você já ouviu falar daquele velho ditado que o barato sai caro? Isso vale para segurança eletrônica, onde você pode oferecer produtos e serviços, e o que conta no final é o relacionamento criado com seu cliente.

Comprar produtos importados que aparentam ser muito mais baratos podem lhe causar um estresse imenso, sem contar que você precisará possuir estoque, já que fornecedores chineses não enviarão um novo produto ou, pelo menos, não chegará no prazo em que o seu cliente espera ser atendido, concorda?

Esperamos que hoje possamos ter “clareado” um pouco sua percepção entre custo e benefício, e acima de tudo, a tomar melhores decisões na compra de produtos de segurança eletrônica para o seu negócio.

ebook_servicos

Comentários no Facebook